segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Resenha do Avô Insano

Saudações lontrescas para todas lontras e visitantes!
Como nós havíamos combinado na sexta feira haveria uma leve resenha no meu prédio (brunoow), eu e a lontra Caiio já tínhamos saido para comprar umas garrafas de Stella e estava tudo fechado, porém do nada de tarde me surge uma notícia, Caiio diz: "-meu avô caiu de um prédio, quebrou o braço ta todo fudido e ainda assim saiu ra rua!", pronto depois disso o rock tinha melado, para a infelicidade das lontras desmarcamos tudo com todo mundo. Passado um tempo o Caiio diz pra cair pra lá pra ficar com ele caso acontecesse alguma coisa, acabou que coligamos lá eu, Gabi, Ferds, Lucas, Rafinha, Aliine e do nada também brotou Dhiego (brotou feito bibi).
Sai da casa do Caiio junto com Lucas e a Gabii pra comprar vinho em uma distribuidora, chegando lá para minha surpresa e surpresa geral de toda nação encontramos o Avô do Caiio (detalhe que desde o acidente dele, ele se encontrava desaparecido), ele estava lá de buenas tomando uma cerva gélida, cumprimentei o senhor e lhe perguntei sobre o acidente, se seu braço estava doendo, só tive uma resposta: "-Homem é homem, isso aqui não é nada" vixi! botei fé de mais no coroa, quando crescer quero ser assim!
Agora sobre a resenha na casa do Caiio em si, foi tudo de boa, não rolou altíssimas insanidades, fora o grilo extremo da Ferds ao invadirem o quarto onde se encontrava no momento em que rezava para Jesus salvar a Terra em 2012, chegou a jurar Dhiego de morte! Muhahahaha...
Falando da Ferds ela e o Lucas tiveram que vazar mais cedo, assim... devia ser madugada mas não me lembro da hora, a mãe deles acabou grilando (até comigo quando quando fui dar oi pra ela no carro), mas no outro dia estava tudo de boa, eles até foram pro Rock la no Kuka (no próximo post eu falo sobre o Rock no Kuka), a Gabi também foi embora cedo, ela anda bem careta, a ela (o leitãozinho rosa) estava brincando com a aliine de abertura e de repente rasgou o short bem no meio, de fora a fora! a vá... na hora foi engraçado!
Eu e o resto das lontras dormimos na garagem do Caiio, foi uma das primeiras vezes que dormi em um colchão depois de uma resenha, e tava MUITO, MUITO frio, mas acabou que aliine salvou eu, a não posso esquecer que antes de dormir ficou só eu e o Dhiego discutindo coisas do mundo (pra variar, só a gente fica).
Pela manhã, após a grande seção de peidos matinais e anormais do Caiio (esses peidos parecem buzina de caminhão), os meninos foram andar de Skate, vimos vários cus batendo nas quinas, mas de todos o tombo do Caiio foi o mais federa, ele chegou a torcer a mão quando tombou de CUESTA no chão! Pouco antes disso eu e a aliine fomos comprar "petecos" para comer mas tava tudo fechado, o plano era almoçar com a tia do Caiio, mas acabou que nem deu... tinha uns amigos dela lá e estavam fazendo um culto, eles são todos do culto de Santo Daime, galera do bem, todo mundo relax de buenas... com a cabeça lááá na lua, todo mundo relax mesmo, assim que entraram o Caiio já telou e ficou indignado com o cheiro, a marola que veio com eles, altos tchous queimados e coisa e tal, eu não sei bem que cheiro é esse porque não conheço isso (hahaha), a tia dele disse que estavam assim por culpa do chá e do cachimbo que estavam fumando!
A fome apertou dai o Caiio e o Rafa foram comprar um frango assado e fazer arroz pra todo mundo almoçar, enquanto isso eu a aliine e o Dhiego vimos um mendigo mais insano de todos, o cabelo dele não tinha dread, era tipo uma coisa só, uma emaranhado de cabelo e sujeira que devia conter milhares de piolhos, carrapatos e ninhos de passarinhos diferentes, nós colocamos o sofá na calçada, e enquanto estávamos lá ele passou três vezes, da última deixou um cigarro cair, ele pegou no chão e mocou no cabelo dele, tipo... foi como se enfiasse uma agulha no palheiro, botamos fé que deve haver vários outros cigarros perdidos no cabelo daquele mendigo ESTRANHO!
Após o almoço, fizemos um rápido descanso para digestão e todos partimos, marcando de nos encontrar novamente no mesmo dia mais tarde, e acabou que nos encontramos mesmo, fomos para o Rock que teve no Kuka, ma isso vai acabar ficando para o próximo post.
Por agora é só isso mesmo, logo estarei postando sobre o Kuka, colocarei também aqui no final um vídeo mostrando que botamos fogo na aguá (cadê seu deus?) no feriado insano.
Abraço ai e fiquem com Deus Punk e suas lontras.

(P.S.: Todas as imagens deste post são meramente ilustrativas.)


video

4 comentários:

  1. Seu texto me deu saudades de quando eu fazia uma bagunças assim. Estou ficando velha. Vou ali morrer. Adeus.

    Abraços!!
    Lílian Buzzetto
    Mulherices

    ResponderExcluir
  2. Olá! Gostei muito do seu blog...
    Já estou te seguindo..
    Me Siga também...


    http://palavrasdopoetamf.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Poxa, melhoras pro avô do Caiio, véi... os rocks não rolam diante de um troço ruim desse... ótimo post, viu, muito bem elaborado... lindas as lontras, rs...

    Obrigado pelos comentários lá no meu Blog. Volte sempre que quiser, será sempre bem recebido por lá!

    Valeu!

    F.

    ResponderExcluir